Ficha técnica: óleo essencial de HORTELÃ-PIMENTA

O óleo essencial de Hortelã-Pimenta é extremamente eficaz para aliviar dores de cabeça, má digestão e nariz entupido. Levo sempre um vidrinho na bolsa e quando preciso inalo profundamente algumas vezes. Além disso, é ótimo para dar uma animada de manhã ou após o almoço, ajuda a acordar e manter o foco. Existem várias espécies de Hortelã, atente-se ao nome científico na embalagem.

Para dicas de uso prático, assista meu vídeo Tudo sobre óleo essencial de Hortelã-Pimenta aqui!

montagem21

Agora todas as fichas técnicas terão versão em PDF para download! Para quem quiser imprimir ou ter guardado no computador, é só clicar neste link: Ficha técnica óleo essencial de Hortelã-Pimenta – PDF

Nome científico: Mentha piperita

Origem: planta híbrida, cultivada no mundo todo

Parte da planta: folhas e ramos

Extração: destilação a vapor d’água

Rendimento: 40 a 60 kg de planta produz 1kg de O.E.

Preço médio (10 ml): R$35

Principal componente químico: mentol

Aroma: herbal forte, fresco e mentolado

Diferencial: pode ser aplicado diretamente na pele em pequenas áreas, com precaução

Ações psicológicas: Refrescante, estimulante mental, restaurador, tônico dos nervos, revigorante, renovador, energizante. Estimula a atenção e abranda temperamentos impulsivos e explosivos.

Propriedades medicinais: analgésico, anti-inflamatório, antisséptico, antiespasmódico, antiviral, antimicrobial, bactericida, adstringente, carminativo (anti-gases), cefálico, descongestionante, expectorante, antitérmico, hepático, nervino, estimulante, estomáquico, sudorífero, vasoconstritor, vermífugo.

Indicações: Dor nos músculos e nas articulações, contusões, luxação, hematomas, torcicolo. Irritações, coceiras e picadas na pele (diluição de 1%), acne, dermatite, micose. Febre, gripes, resfriados, congestão nasal, sinusite, rinite, asma, bronquite, tosse espasmódica. Cólicas, espasmos, gastrite, dispepsia, flatulência, náusea, enjoo, vômito, mal-estar. Dores de cabeça, enxaqueca, fadiga mental, desmaios, estresse nervoso, vertigem, labirintite, tontura. Mau hálito, aftas. Celulite, varizes, inchaço. Caspa, oleosidade.

Contra-indicações: o mentol pode causar sensibilidade. Não usar em grávidas ou em pessoas em tratamento homeopático, epilépticas ou com histórico de cardiopatia. Nunca usar em recém-nascidos e crianças menores de 5 anos. Não usar à noite, pois pode causar insônia.

Onde comprar: Confira os banners laterais para links e cupons de desconto em sites parceiros do blog. :)

ATENÇÃO! A Aromaterapia não é um substituto da Medicina, e sim um complemento dela. As dicas dadas aqui referem-se a pequenos problemas e de curta duração. Em casos de doenças crônicas, dores agudas ou acidentes graves, procurem um médico!
Além disso, tratamentos com óleos essenciais a longo prazo devem ser ministrados e supervisionados por um aromaterapeuta profissional, que analisará caso a caso levando em consideração as particularidades de cada cliente.

Dados extraídos dos livros a seguir: Guia Completo de Aromaterapia [Joanna Hoare], Tudo Sobre Aromaterapia [Adão Roberto da Silva] e Técnicas de Aplicação de Óleos Essenciais [Fernando Amaral]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s